quinta-feira, 2 de abril de 2015

 CORREIO DO PORTAL



MEDICINA E COMUNICAÇÃO escreveu, em 02 abr 15 11:24:

> YUDENITSCH OUTRA VEZ!

Se vai me citar, pelo menos ponha o (sobre)nome certo... Mas acho bem
mais fácil o nome, não?

> O meu especial amigo Yudenitsch, a quem agradeço, enviou-me um E-mail
> contendo um pequeno confronto entre JOHN PIERCE (o americano do artigo
> que publiquei no PORTAL 7) e MATT GORE (inglês), um fã de gibi
> discordando que ele tenha sido o primeiro a "descobrir" a HQ de CAPITÃO
> MARVEL/TOCHA HUMANA enfrentando o vilão COBRA, desenhada e
> (possivelmente roteirizada) pelo brasileiro RODRIGUES ZELI. O COBRA, por
> sinal, morreu combatendo o Tocha, Centelha e o Príncipe Submarino.

Iiihh, acho que tentei simplificar e compliquei!

Estes dois comentários (do John Pierce e do Matt Gore), como a frase do
Joaquim Levy sobre a Dilma, 'tirados do contexto podem ser mal
interpretados': Primeiro, não houve confronto, é parte de uma troca de
comentários e opiniões dentro de um grupo; e, segundo, a ordem dos
comentários é o inverso do que pareceu: É que deixei do jeito que
estava, pois pensei que ficaria claro que o primeiro (do Pierce) era
resposta ao listado em seguida (do Matt), pois este era cópia de
mensagem anterior (achei que deixar apenas o "mhgore@aol.com wrote:"
seria suficiente...). Além disso, não quis me alongar, copiando
comentários anteriores, com o 'histórico' de onde veio o 'assunto' -- e,
finalmente, não pensei que você iria publicar isto, mas que seria só
algo para comentarmos: Nem sei se estava certo enviar-lhe os
comentários, muito menos publicá-los, pois tinham sido feitos dentro de
um grupo fechado, não 'público', e talvez os envolvidos não gostariam de
ver o que escreveram (re-)publicado amplamente; falha minha não
esclarecer isto!

O assunto começou devido aos comentários de Mark Luebker sobre a
iminente publicação deste 'crossover' na ALTER EGO (na 'seção
permanente' FCA = Fawcett Collectors of America, publicada até hoje),
com tradução/versão dele e mais alguns amigos (durante vários anos, e
que começou a ser publicada na revista em 2005), e John Pierce comentou
sobre como a Família Marvel continuava viva na cultura brasileira
(quando mandei tiras da Mônica -- ele conhece os quadrinhos brasileiros!
-- com "Shazam!", cópias anexas, mas não se pode publicar?), pois era o
país onde tinha sido produzido este 'crossover' Cap/Tocha que estamos
comentando (e ele já tinha escrito artigos sobre o mesmo para AMAZING
HEROES, COMICS BUYER'S GUIDE, e ALTER EGO), e "há certamente bastante
material original brasileiro sobre CM para encher um livro".

Depois, um membro do grupo disse que, nos anos 70, o (inglês) Matt Gore
tinha feito um CD-ROM com este 'crossover', e mandado para alguns fãs, e
o John Pierce ficou intrigado, pois ele não tinha conhecimento disso, e
achava que ele é que tinha começado a falar sobre o assunto nos EUA (de
onde é este grupo). Aí, o Matt (que ainda pertencia ao grupo) escreveu
a mensagem que veio antes do texto do Pierce que lhe mandei primeiro,
originando a confusão que mencionei (e o primeiro parágrafo, que não lhe
mandei, dizia "Thanks for stepping out of the shadows for a few
minutes", o que deixa claro que não havia disputa, apenas
desconhecimento. Ficou mais claro agora?

> A tradução - enxuta e econômica - foi feita por mim e o que me
> surpreendeu foi testemunhar como norte-americanos e ingleses valorizam
> tudo que se refire às histórias em quadrinhos, independente da
> nacionalidade... o inglês, por exemplo, considerou a HQ brasileira como
> o Graal Sagrado dos quadrinhos. Pode?

Não creio que ele quisesse considerar este 'crossover' como "o Santo
Graal dos quadrinhos", mas apenas "o Santo Graal dos quadrinhos PARA
ELE, NAQUELA ÉPOCA" -- ou seja, um item que um colecionador específico
quer muito acrescentar a sua coleção, mas tem grande dificuldade em
encontrar; também já passei por isso...

Mandei-lhe também arquivos com um artigo brasileiro sobre este assunto,
da web, de 2011; conseguiu abrí-los? O que achou?

Olhando os 'scans' que tenho da história, ocorreu-me que esta é uma bem
apropriada para publicar com o acréscimo de apenas a cor vermelha, pois
ambos heróis usam esta cor...

--
[]s, a) Alexandre Yudenitsch alexyu@postpro.net



Amigo Yudenitsch,
1.      Sobre o sobrenome, peço um pouco de tolerância. Você é testemunha de que estou melhorando. Só coloquei um “s”, e até já corrigi no blog.
2.   Sua “simplificação” complicou, mas nem tanto. Nada de irremediável...
3.   Não acredito que “talvez os envolvidos não gostariam de ver o que escreveram (re-)publicado amplamente”. Pelo contrário, talvez até fiquem insatisfeitos com a “repercussão”, um tanto insignificante, no Brasil.
4.  Há algum tempo, a atriz Maria Fernanda Cândido, na época protagonizando uma novela da Globo, foi eleita como a Mais Bela Atriz do Mundo (que exagero!) ... o título, dado por espectadores, refletia apenas uma escolha “PARA ELES (os telespectadores) DAQUELA ÉPOCA”. O mesmo ocorreu com o fã inglês... mas que ele escreveu que a HQ  TOCHA/MARVEL era o Santo Graal do Gibi, escreveu...
5.   Consegui abrir alguns arquivos, mas não o citado por você. Vou continuar tentando.
6.   Também pensei na adequação da cor vermelha para os uniformes dos dois personagens, mas se trata de uma idiossincrasia pessoal. Para mim, os quadrinhos ou são coloridos, na íntegra, ou preto-e-branco (incluindo a aguada)!
7.    Continue colaborando. O amigo é um estímulo para o meu raciocínio! Um abração! José Queiroz




AINDA SOBRE TOCHA E MARVEL - PEQUENO DEBATE ENTRE UM INGLÊS E UM AMERICANO



YUDENITSCH OUTRA VEZ!
CAPA DO ALTER EGO 01, QUE PUBLICOU O ARTIGO ESCRITO POR JOHN PIERCE. OBSERVE A CHAMADA NO LADO INFERIOR ESQUERDO.
O meu especial amigo Yudenitsch, a quem agradeço, enviou-me um E-mail contendo um pequeno confronto entre JOHN PIERCE (o americano do artigo que publiquei no PORTAL 7) e MATT GORE (inglês), um fã de gibi discordando que ele tenha sido o primeiro  a "descobrir" a HQ de CAPITÃO MARVEL/TOCHA HUMANA enfrentando o vilão COBRA, desenhada e (possivelmente roteirizada) pelo brasileiro RODRIGUES ZELI. O COBRA, por sinal, morreu combatendo o Tocha, Centelha e o Príncipe Submarino. 

A tradução - enxuta e econômica - foi feita por mim e o que me surpreendeu foi testemunhar como norte-americanos e ingleses valorizam tudo que se refere às histórias em quadrinhos, independente da nacionalidade... o inglês, por exemplo, considerou a HQ brasileira como o Graal Sagrado dos quadrinhos. Pode? (José Queiroz) 



Uma afirmação
Fui eu quem descobriu primeiro a HQ brasileira do Capitão Marvel vs. Tocha Humana e certamente era o único que tinha uma conexão brasileira. Por isso, acredito que ninguém nos EUA ou nenhum fã britânico [1] a descobriu antes de mim.

Realmente, nunca fui um investigador privilegiado pela sorte.  Não foi assim que aconteceu.  Na verdade, quem me falou, pela primeira vez, sobre a história dos Marvels no Brasil,  foi o brasileiro José Jefferson Barbosa de Aquino, com quem me correspondia e que me  enviou uma cópia de O ALMANAQUE DO GLOBO  JUVENIL do ano de 1964. 

Mais tarde, eu escrevi artigos sobre eles (MARVEL vs. TOCHA), primeiro na AMAZING HEROES #49, junho 15, 1984.  Mas foi muito tempo depois que mencionei a minha conexão brasileira na COMICS BUYER'S GUIDE.  (AH, o artigo marcou o meu primeiro trabalho profissionalmente pago. Em anos mais recentes, escrevi um tópico para ALTER-EGO, mas considero "descoberta" uma palavra equívoca. Nada tinha sido perdido para ser achado, apenas a HQ era DESCONHECIDA fora de Brasil.  
John Pierce

  
UMA RÉPLICA
mhgore@aol.com escreveu:  
Sou Matt Gore.  Lembra-se?  Coletei versões estrangeiras dos "Marvels", desde que descobri um registro de Len Millerno início dos anos setenta, na última página da revista Marvelman  (sou inglês). Para mim a história brasileira do Capitão Marvel/Human Tocha foi o Santo Graal (Cálice) Sagrado do gibi. [2] 

Tenho certeza de ter sido o primeiro a ler um breve artigo sobre o tema num comic ou fanzine, que eram as únicas fontes que eu lia regularmente.  Nem por isso reivindiquei "haver descoberto" ou qualquer coisa semelhante, considerando que, tanto quanto eu sei, nada foi perdido.

Diria que é provável que um número regular de pessoas tomaram conhecimento da HQ na internet durante as primeiras discussões.  Conheci, pelo menos, três outras pessoas que tinham cópias. Terminei adquirindo uma cópia do Almanaque de O Globo Juvenil 1964 no ano de 1997. 

Durante um tempo, distribuí algumas dúzias de cópias da história em CD-ROM.  Não me lembro de ter pedido qualquer compensação financeira, exceto a taxa do porte postal.  Também postei as páginas traduzidas em meu website.  Não fiz as traduções (à partir do português) mas assinei as páginas traduzidas que me foram ofertadas. Matt Gore





[1] Alusão ao fã britânico que fez uma réplica mais abaixo?
[2]  Santo Graal ou Santo Gral é uma expressão medieval que designa normalmente o cálice usado por Jesus Cristo na Última Ceia, e onde, na literatura, José de Arimateia colheu o sangue de Jesus durante a crucificação, entretanto a origem do Santo Graal é muito anterior ao cristianismo.

quarta-feira, 1 de abril de 2015

PORTAL 7 ABRIL 2015

ATENÇÃO!!!

ACONTECEU UM IMPREVISTO, MAS GRAÇAS AO AMIGO E LEITOR YUDENISTSCH ESTOU TENTANDO CORRIGI-LO (O IMPREVISTO). POR ISSO TENTE, AMIGO LEITOR, POR OBSÉQUIO ACESSAR COM ESTE LINK? (José Queiroz)

BAIXAR



CHEGOU A EDIÇÃO DE ABRIL DE 2015 !!

PARA A FELICIDADE DO LEITOR ELITE DO PORTAL ENCANTADO... 


2a. CHAMADA PARA O PORTAL 7

ATENÇÃO!!!

LOGO, LOGO, VOCÊ, LEITOR ELITE DO PORTAL ENCANTADO, ESTARÁ DESFRUTANDO DE MAIS UMA EDIÇÃO DE SEU FANZINE PREFERIDO COM 138 PÁGINAS E MUITAS ATRAÇÕES.

EIS O ÍNDICE...