terça-feira, 29 de abril de 2014

STEEL.STERLING

STEEL STERLING
Compilação: José Queiroz

STEEL STERLING E O CASCAVEL

ZAZ-TRAZ (Steel Sterling) apareceu pela primeira vez, nos Estados Unidos, em fevereiro de 1940, na revista ZIP COMICS número 1, da MLJ Publications. Foi publicado nesta revista até o número 47 (1944), e ainda em JACPOT COMICS números 1 a 9 (1941/43).

Inicialmente desenhado por CHARLES BIRO, teve também outros artistas que ilustraram suas aventuras CARL HUBBEL e IRVING NORVICK (PARA MIM, O MELHOR!), e os argumentistas: CHARLES BIRO, ABNER SUNDELL, WILLIAM WOOLFOLK, ROBERT KANIGHER e OTTO BINDER.

No Brasil, estreou no O GLOBO JUVENIL MENSAL número 3, de janeiro de 1941, passando a ser publicado regularmente nesta revista. Záz-Tráz ou Zás-Trás, seu apelido no Brasil, significa “vá e volte rápido. Agir rápido.” Possivelmente, porque ele movimentava-se velozmente e emitia um zumbido característico?

Foi o primeiro homem de aço dos gibis, embora tenha aparecido quase dois anos após o Superman.  A DC, roubou o apelido para nomear o Superman - o apelido original do Superman era o homem do amanhã - e passou a usá-lo descaradamente.

ORIGEM
Nos comics #1 do Zip Comics, da MLJ (fevereiro, 1940), John Sterling tentou uma experiência corajosa. Com o corpo protegido por um produto químico que inventou, mergulhou nu, em pelo, num caldeirão de aço derretido. ]

Como costuma acontecer com os personagens do mundo do gibi, ele não morreu, mas emergiu, como um poderoso super-herói, com a força e a durabilidade do aço, a capacidade de voar e rebatizou-se como Sterling Steel ("o homem do aço"). Criou e vestiu um uniforme colorido, e passou a lutar contra o crime e os criminosos. 

A DERROCADA

DIVIDINDO CAPA COM AMIGOS

Em 1941 passou a dividir o estrelato das capas da Zip Comics com companheiros, tais como, BLACK JACK (Ás de Espadas) e THE WEB (Invencível, no Brasil).  Em 1943, um super-herói caricatural chamado de RED RUBE começou a ocupar o seu espaço nas revistas. Com a proximidade do fim da 2ª. Guerra Mundial, contnuou sendo desenhado por Norvik, desta vez, com desenhos pouco elaborados. A derrocada final aconteceu junto com o último número da Zip Comics, edição de Verão de 1944.  A editora MLJ foi rebatizado para ARCHIE,  nome de um adolescente atrapalhado, que é sucesso até hoje (2014), e deixou de publicar seus super-heróis por mais de uma década.

TENTATIVAS FRUSTAS
Em 1965, a 
archie reviveu quase todos os velhos super-heróis de MLJ em uma revista intitulada Cruzados Poderosos.  A maioria apareceu somente em cenas da multidão, mas o aço teve diversas aventuras solo, e participou como membro (com Mr. Justice e Jaguar) de um grupo de curtíssima duração chamado os Três Terríveis, antes da segunda derrocada, em 1967.  A Archie ainda tentou revivê-los em 1983-85.  Desta vez, aço teve seu próprio gibi que durou apenas quatro edições. 

Outras tentativas foram feitas para reabilitá-los, sempre sem sucesso. Inclusive, a Archie emprestou os direitos autorais para a DC e outras editoras menores sem qualquer retorno positivo. No momento, acredito, a Archie sequer pensa em reeditar os personagens que, um dia, foram sucesso de vendas, mas que hoje são considerados “malditos”. Pergunto: Será, se fosse entregue à editora Dynamite os saudosos personagens poderiam recuperar o sucesso popular entre os atuais leitores de gibis? Taí, eis uma aposta que gostaria de pagar para ver!




BAIXAR

6 comentários:

  1. ótimo post. muito interessante. vou sempre acompanhar esse bolg.

    EDSON ]TAYRONE -RECIFE=PE

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. E aguarde, amigo Tayrone, pois novas surpresas virão.

      Excluir
  2. Mais uma pesquisa com informações preciosíssimas a respeito dos grandes clássicos!

    A primeira HQ que li do Záz-Tráz foi no Fanzine do Intercâmbio FLASH GORDON (editado pelo Jessie James) - por volta dos anos 90. É muito bom reencontrar o personagem agora com direito a informações extras :) Obrigado pelo serviço prestado a comunidade dos fãs da Era de Ouro, Queiroz!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Quem agradece sou eu por ter como leitor deste blog um amigo renomado, reconhecido nacionalmente (e até internacionalmente) como expoente no trato das coisas do gibi.

      Excluir
  3. Apesar De Ler Gibis Ha Muitos Anos,Esse Confesso Que Não Conhecia....Por Isso, Muito Obrigado Mesmo....!!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pois é amigo Nildão! E logo, logo postarei outras surpresas. È só aguardar!

      Excluir