quinta-feira, 12 de março de 2015

JOÃO TYMBIRA, DE ACQUARONE!

JOÃO TYMBIRA ESTÁ CHEGANDO!

Meu amigo VALDIR DÂMASO, junto com Barwinkel e Losso formam a Trinca do Bem da Odisséia dos Gibis!

Conforme o prometido, graças a Valdir Dâmaso, eis aqui João Tymbira, de Acquarone...

...agora é baixar e desfrutar...
BAIXAR



CORREIO DO PORTAL



Olá, José Pinto de Queiroz Filho! Obrigado por enviar, em 28 fev 15:

> *ATENÇÃO!*
> *PREMATURIDADE ENCANTADA!!*
> PARA LER E GUARDAR!
>
> *Para júbilo do leitor elite do PORTAL ENCANTADO, postei antecipadamente
> a Edição de No. 6 de março de 2015 com simplesmente 134 páginas. É só
> baixar e ler, na íntegra!

Realmente impressionante, sua capacidade de produzir e publicar,
mensalmente, um fanzine de/sobre quadrinhos, com este grau de qualidade;
parabéns!

Obrigado, amigo! O seu incentivo me é bastante gratificante!

Desta vez, além das versões de histórias clássicas, veio também mais uma
de (Mr.) Justice, que está sendo, mais ou menos, seu 'alter ego' (basta
olhar o endereço de e-mail...).

Falando de alter ego, LOSSO, (lembra-se?), fez uma charge emblemática sobre o tema! Reproduzo, abaixo!

Todo o zine está, como sempre, recheado de coisas para ler e pensar, mas
a última história entrou, em cheio, no antigo debate: É a história que
faz os homens, ou os homens que fazem a história? Pelo menos, sua
posição ficou dramaticamente clara no caso de Hitler; ela seria a mesma
para a História humana toda?

Sem dúvida, trata-se de uma assunto polêmico. No meu entender, existem duas características comuns aos seres humanos: GENÉTICAS (ou HEREDITÁRIAS) E ADQUIRIDAS.

As hereditárias são mais resilientes às mudanças adquiridas – na verdade, algumas se deixam penetrar, outras não. Antigamente eram chamadas de “instintos de sobrevivência”. Exemplos? Comer, dormir, sexuar, andar, falar, etc.

As adquiridas obtêm-se após o nascimento. Exemplo? Nascemos com a competência para falar (genética), mas costumamos a aprender a falar primeiro a língua do país natal. O mesmo acontece com os conceitos de bem e de mal, de cores, de comportamento éticos, morais, sociais, tudo aprendido depois do nascimento, por isso, não são universais (aplicáveis a todos os indivíduos), mas imitados transitoriamente em massa. Exemplifico com a influência das novelas atuais nos comportamentos sociais dos telespectadores (vestuário, aparência, corte e cor do cabelo, e determinados tipos de atitudes estandardizadas).  A sociedade molda e impõe procedimentos, ações e decisões vários efêmeros, por consequência em eterno devir. Isto costuma gerar atitudes fanáticas e intolerantes resultantes do obscurantismo, da desinformação e da ignorância tornando as pessoas sugestionáveis vítimas das diversas instituições sociais perversas, maléficas e dominadoras – particularmente as mídias irresponsáveis, os partidos políticos e as entidades ditas religiosas. Enfim, a história faz os homens e os homens fazem a história. Por enquanto, é somente. Abraços!

[]s,

a) Alexandre Yudenitsch


Um comentário:

  1. Caro Queiroz, que felicidade! Ver um trabalho de resgate que vem fazendo e porque não dizer, de preservação antológica de preciosidades dos quadrinhos, esta em particular, brasileira, que é o JOÃO TYMBIRA. Esta edição do fanzine do Valdir eu tenho uma cópia, não lembro quem me enviou ( falha minha...) mas, sem dúvida alguma voce mantém a velha tradição dessa turma de abnegados pelo lúdico e pela fantasia fantástica dos qadrinhos, através deste PORTAL! Meus parabéns! Que venha mais! Um abraço de seu mano Lancelott.

    ResponderExcluir